O amor também é feito de palavras. Palavras que nos podem acariciar por dentro, onde as mãos não chegam, onde os beijos não alcançam. (João Morgado)

sábado, 8 de fevereiro de 2014


Não te prometo ser uma daquelas moças que está sempre com o cabelo impecável.
Ou que caminha com elegância de salto entre paralelepípedos.
Não te prometo todos os comentários perspicazes e eloquentes.
Nem a multifuncionalidade da mulher moderna
Não prometo ser prática e destemida.
Não te prometo decisões rápidas.
Mais que isso...
Não te prometo decisões acertadas.
Tampouco a delicadeza de uma pétala de jasmim.
Das pétalas, te prometo ser como as das flores de algodão
Que se espalham facilmente com o vento e riem-se como se o chão estivesse muito, muito longe.
Te prometo esta leveza de alma todas as vezes que você me procurar aflito.
E todas as vezes que me procurar alegre também
Te prometo pecado e paz, nesta mesma ordem.
Te prometo um prato e um texto novo todos os dias.
Te prometo que ao meu lado, você sempre vai poder andar, sem jamais precisar correr.
Mas te prometo que se você quiser correr
Eu corro contigo.

(Até de salto )

2 comentários:

  1. Nossa! Que lindo Jane.

    Fiquei sem palavras, rs

    Beijos meus

    ResponderExcluir
  2. Lindo né Miih,é mesmo de ficar sem palavras rss.
    Beijossss querida

    ResponderExcluir